facebook-logo instagram-logo vimeo-logo issuu-logo phone-button (11) 2337 3015

Recentes

Grupo Anexo

O grupo parte da premissa da horizontalidade que está relacionada com o compromisso mútuo, a equivalência de todos os participantes, no sentido de aprender, ensinar, compartilhar e trocar. 

Os encontros acontecem às sextas-feiras, duas vezes por mês e tem como objetivo a interação entre artistas que considerem as trocas afetivas e pessoais importantes em seu processo criativo e que queiram desenvolver uma postura reflexiva e crítica em relação ao seu próprio trabalho, aos meios de produção e de circulação artística.

Proposições Inicias:
Acompanhamento em torno da poética de cada artista; 
Discussão de textos relevantes para o grupo;
Discussão e elaboração de estratégias para a realização de projetos pessoais e  coletivos; 
Discussão e elaboração de ações para inserção em circuitos contemporâneos. 

O Anexo é composto pelos artistas:
Anne Courtois, Clarice Vasconcelos, Daniel Marques, Luciana Miyuki, Marília Del Vecchio, Pedro Andrade, Rita Balduino e Ruth Klotzel.

   






    

Convite Grupo Anexo-

Exposição Coletiva: “Qualquer semelhança é mera coincidência” 

O Grupo Anexo, formado por artistas da cidade de São Paulo, traz para o Museu Histórico Pedagógico Prudente de Moraes a exposição “Qualquer semelhança é mera coincidência”. Na mostra, os artistas utilizam-se de linguagens variadas para apresentar obras que dialogam com o conceito de História a partir do acervo do museu e de ícones ligados a cidade de Piracicaba. 

A obra “Historiador”, da artista Anne Courtois, apresenta 3 livros encadernados, com páginas em branco. Nos títulos lavrados nas capas e lombadas de cada volume, a repetição do sufixo “dor” evidencia o sentido literal das palavras ao mesmo tempo que busca refletir sobre fatos históricos. 

A instalação de Clarice Vasconcellos traz sua visão poética do Rio Piracicaba como o rio das lágrimas e murmúrios 

Luciana Miyuki disponibiliza para o público cartões postais de um endereço fictício. O trabalho dialoga com a mudança de padroeiro da cidade, ao final do século XVIII, que acompanhou a transferência do município de uma margem à outra do rio.” 

A série “26 vistas do Rio, da artista Marília Del Vecchio, apresenta os cursos dos afluentes do Rio Piracicaba através de desenhos lavados e, assim, moldados e refeitos pela própria água. 

Através de um pequeno conto que se desenvolve de duas formas distintas, Pedro Astereilc aborda diversos aspectos da história, principalmente o quanto da teoria do caos se faz presente nela. 

Com a instalação "Memórias Brancas", a artista Rita Balduino propõe explorar o sentido de desaparecimento das experiências comuns e pessoais na construção da História. 

A artista Teresinha Chiri tem como questão a escravidão enquanto memória e fato histórico. Sua obra, “Escravo ainda sou”, reforça o sentido de submissão, propondo ao público que participe da sensação de aprisionamento. 

A mostra fica aberta para visitação até o dia 10 de Abril 2016. 

Serviço:
Abertura: 27 de fevereiro de 2016, às 12 hs.
Horário: De Terça a Sexta-feira das 9 às 17 hs,
             Sábado, domingo e feriado das 12 às 16 hs.
Programação Gratuita.

   

Convite Fantasmagorias-

Exposição “Fantasmagorias”. 

No dia 27.02.2016 o Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Morais abre a exposição “Fantasmagorias”, de Rita Balduino, com curadoria de Yudi Rafael. Na mostra, a artista apresenta uma vídeo-instalação, na forma de um totem a ocupar o centro da sala do espaço expositivo, cujo título faz referência aos espetáculos de entretenimento ilusionista de mesmo nome, populares em alguns países da Europa no final do século XVIII. 

Em “Fantasmagorias”, Rita Balduino questiona a imagética da televisão broadcast e seu modelo unidirecional de transmissão ininterrupta de imagens. A partir da premissa de que, pelo aparelho televisor, imagens “realistas” do mundo passam a penetrar, simultaneamente e em grande escala, o interior de ambientes privativos como o do espaço doméstico. “Fantasmagorias” evoca o ruído como forma de contaminar sua comunicação. O trabalho integra uma série de experimentações audiovisuais motivadas pela inquietação diante da proliferação de imagens na vida cotidiana. 

A mostra fica aberta para visitação até o dia 10 de Abril 2016. 

Serviço:
Exposição: “Fantasmagorias”
Artista: Rita Balduino
Abertura: 27 de fevereiro de 2016, às 12 horas
Visitação: 27 de fevereiro a 10 de abril de 2016
Horário: Terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábado, domingo e feriado das 12h às 16h.
Programação Gratuita

   

   

Localização

Rua Capitão Macedo, 370
CEP: 04021-020 | Vila Mariana | São Paulo/SP

Fale Conosco

E-mail: contato@casacontemporanea370.com

Telefone: (11) 2337 3015


Horário de Funcionamento:

De terça a sexta das 14 às 19h.
Sábados das 11 às 17h.